Um dos fatores a serem analisados pelos profissionais antes do início da Harmonização Facial é o objetivo do paciente ao procurar esse tipo de serviço. Saúde, função, beleza, rejuvenescimento, bem-estar... são diversas as razões pelas quais o procedimento é realizado. E isso é parte responsável pelo sucesso do mesmo, bem como a atual preferência por técnicas pouco invasivas.

Procurar um profissional qualificado, atualizado e familiarizado com todos esses novos termos da Odontologia Contemporânea que envolvem não só a saúde do sorriso. A Harmonização Facial vai além, ela envolve imagem, autoestima e são capazes de transformar até mesmo a saúde emocional do paciente. Para isso, um profissional que entenda de terapêuticas estéticas e cosméticas é o mais indicado sempre.

Os benefícios desse procedimento para a qualidade de vida são incontáveis. Como dito acima, a Harmonização Facial não diz apenas sobre vaidade. A realização do procedimento é aconselhada também para a resolução de questões funcionais, como dor cabeça excessiva e disfunção mastigatória, por exemplo.

A toxina botulínica, elemento utilizado na realização da Harmonização Facial, é responsável por bloquear o estímulo nervoso e tem grande influência em dores crônicas relacionadas a ATM (articulação temporomandibular), que é conhecida entre pacientes por apresentar inúmeras disfunções.

Outros benefícios são: amenização do envelhecimento, simetria facial, suavização de linhas de expressão, diminuição do sorriso gengival, evidenciação de contornos faciais, reanatomização dos dentes, entre outros.

Sabendo disso, caso opte pelo procedimento, não pense somente na vaidade. Pense na ética do profissional escolhido para garantir o sucesso da sua escolha.